Demissões na indústria em SP estão concentradas em seis de 22 setores

Demissões na indústria em SP estão concentradas em seis de 22 setores

SÃO PAULO - As demissões na indústria de transformação paulista estão concentradas em seis setores mais afetados pela concorrência com produtos importados e pela perda de competitividade no mercado internacional. Esse grupo representa 27,2% do total de 22 setores analisados pelo Índice de Nível de Emprego (INE) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Do saldo negativo de 76,2 mil vagas na comparação entre setembro de 2012 e setembro do ano passado, esses setores respondem pelo fechamento de 65,4 mil postos de trabalho (85,8% do saldo total).
Os destaques negativos do emprego industrial paulista são os setores de produtos alimentícios (-10.034 vagas); produtos têxteis (-7.948); confecção de artigos do vestuário e acessórios (-9.945); produtos de borracha e material plástico (-9.821); produtos de metal, exceto máquinas e equipamentos (-11.048); e veículos automotores e autopeças (-16.641), sempre na comparação entre o estoque de vagas em setembro deste ano e em setembro de 2011.
Segundo Paulo Francini, diretor do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) da Fiesp, a concorrência com produtos importados afetou principalmente a cadeia de têxteis e vestuário, que abrange setores intensivos em mão de obra. O economista lembra que a produção de bens intermediários (onde entra o grupo de produtos de metal, exceto máquinas e equipamentos) também foi afetada pela concorrência estrangeira.
Entre os setores, aquele que mais demitiu (veículos automotores e autopeças) foi influenciado, de acordo com Francini, pelas indústrias de autopeças, cujo desempenho neste ano, até agora, é bem pior que no ano passado, principalmente devido à queda na produção de caminhões.

Fonte: www.valor.com.br/brasil/2868366/demissoes-na-industria-em-sp-estao-concentradas-em-seis-de-22-setores#ixzz29bZzJOGa